O orçamento do Executivo está estimado em R$ 37.500.000,00.


Na quarta-feira (04), na Câmara de Vereadores de Cruzeiro do Sul, ocorreu mais uma sessão ordinária sob a presidência do vereador José Carlos Eckert (MDB). Na ordem do dia, dois projetos encaminhados pelo Poder Executivo:

- PROJETO DE LEI Nº 164: que dispõe sobre as Diretrizes Orçamentárias para o exercício financeiro de 2020.

O Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), que contem todas as receitas, despesas e investimentos previstos para o próximo ano, foi entregue ao Legislativo e deverá ser apreciado até o fim deste mês permanecendo retido para maiores análises e estudos. O orçamento para o próximo ano estima-se em R$ 37.500.000,00.

- PROJETO DE LEI Nº 165: autoriza o Poder Executivo a prorrogar Convênio com a Sociedade Hospitalar São Gabriel Arcanjo.

A proposta, que obteve todos os votos favoráveis, autoriza o Poder Executivo a prorrogar a vigência do Convênio com a Sociedade Hospitalar São Gabriel Arcanjo, por mais seis meses, iniciando em 1º de setembro de 2019 até o final do mês de fevereiro de 2020.

O valor total de repasse mensal poderá ser de até R$ 330.000,00, sendo integralizado com a quantia de R$ 35.144,20 repassado pelo Governo Federal através do convênio MAC, Bloco de Financiamento da Média e Alta Complexidade, acrescido de até RS 165.000,00 para a manutenção do Pronto Atendimento Médico junto ao Hospital São Gabriel Arcanjo e até R$ 130.000,00 para o custeio e manutenção dos Serviços de Atenção Básica, referenciados pelas Unidades Básicas de Saúde.

Reivindicações dos edis:

-INDICAÇÃO Nº 024: o vereador Leandro Olbermann (PSDB) solicita à Administração Municipal, através das Secretarias de Estradas e Obras e Serviços Urbanos, que proceda com o conserto da cabeceira da ponte sobre o córrego na localidade de Picada Möhler, próximo a olaria do senhor Marcos Lenhardt, tendo em vista que, com as chuvas torrenciais, as cabeceiras foram danificadas, oferecendo risco aos motoristas que trafegam pelo local.

-PEDIDO DE INFORMAÇÕES Nº 004: João Celso Führ (PDT) requer que seja encaminhado à Administração Municipal o seguinte questionamento:

*Por qual motivo não foi aplicado o inseticida biológico – BTI, nos arroios e córregos do nosso Município no ano passado?

*No corrente ano, será aplicado?

Justifica-se o pedido, tendo em vista as muitas reclamações dos munícipes referente a esta situação e devido ao aumento dos mosquitos “borrachudos” nessa época do ano.

No espaço direcionado a comentários adicionais, o autor registrou que em 2018 não houve a aplicação do produto. Alegou que o período onde há aumento considerável destes insetos está se aproximando evidenciando que com o inseticida, em outras ocasiões, obtiveram bons resultados. O documento foi aprovado em sua unanimidade.

O próximo encontro legislativo está previsto para o dia 18 de setembro às 18:30h.

Data de publicação: 05/09/2019

Créditos: Joseane Scheibel

Créditos das Fotos: Joseane Scheibel

Compartilhe!